A Jornada do Herói - 6º Passo: O Teste: Aliados e Inimigos


Te convidei para uma jornada que iremos fazer juntos ao longo deste ano.

Até aqui vimos:

1º Saber quem é para poder se tornar naquilo que quer ser.

2º Analise dos seus comportamentos e as emoções envolvidas no comportamento

3º Analise do comportamento e a importância dos valores “o que motiva a ter aquele comportamento” envolvidos em cada comportamento, de forma a obter uma mudança mais consistente.

4º Se aconselhar com um mentor para que possa estruturar sua jornada

5º Definir uma meta utilizando o SMART e construir um futuro com a linha do tempo.

E agora vamos analisar o progresso que fez ao longo deste mês em relação a sua meta. Você esta INDO EM DIREÇÃO A SUA META ou você esta SE AFASTANDO DA SUA META?

Algumas coisas irão influenciar a direção que estamos tomando:

qINDO EM DIREÇÃO A SUA META: neste caso esta fazendo bom uso dos seus Recursos Internos.

qSE AFASTANDO DA SUA META: neste caso pode não esta fazendo bom uso dos seus Recursos Internos e os Sabotadores Internos assumiram o controle.

Gosto muito da metáfora dos lobos, temos 02 lobos dentro de nós, um bom e um mau, o mais forte é o que alimentamos mais e com maior frequência.

Antes mesmo de estabelecer a meta já havíamos abordado situações que podem agir dificultando ou mesmo inviabilizando a conquista dos nossos objetivos, estou falando das emoções, comportamentos, crenças que temos sobre nos mesmos e em relação ao nosso objetivo, que agem nos aproximando ou nos afastando do objetivo.

Quando uma pessoa está num estado que auxilia a conquistar seus objetivos e ter bons momentos, chamamos de Estado de Recursos (Calmo, Confiante, Seguro...). É muito fácil se manter neste estado quando tudo esta bem, o desafio é manter este estado quando as coisas não saem como planejado, e para isso iremos utilizar da Técnica da PNL para a mudança de um estado com Pouco Recurso para um estado com Mais Recurso.

Encontre uma META EMOÇÃO: a palavra Meta significa “além de”, então você deverá encontrar o estado além do estado atual. Quando você percebe que esta num estado de Pouco Recurso, se pergunte “o que estou sentindo?”. Logo você terá uma resposta como medo, raiva, angustia, vergonha, etc. Logo em seguida pergunte, “Como estou me sentindo em sentir isso?”. Fazer esta pergunta para você mesmo te fornece novos pontos de vista sobre seu estado e também te tira do foco do problema imediatamente, como se você estivesse apenas vendo alguém com aquela dificuldade, e não fosse você mesmo! Esta técnica é muito poderosa e pode ser usada em muitas situações.

Agora iremos ver situações que nos afastam do objetivo, será apresentado os Sabotadores Internos, ao ler os padrões você poderá se identificar com 1 ou mais, aproveite e já vá aplicando a técnica da Meta Emoção.

Os sabotadores internos são padrões mentais que adquirimos durante nosso desenvolvimento. E como tudo tem 02 lados as vezes nos auxiliam mas outras vezes nos atrapalham quando estão exagerados. Então, é importante conhecer estes padrões, para poder trabalhar, “negociar” com eles de forma o obter melhores resultados.

Vou apresentar alguns sabotadores internos:

O Critico, gera ansiedade, raiva, arrependimento, culpa, vergonha. Faz você acreditar que precisa cobrar a si mesmo e aos outros ou então nada acontecerá.

A Vítima, gera sentimento de abandono, solidão, dramaticidade, raiva, comparação negativa. Cria um padrão emocional e temperamental em excesso em busca da atenção.

O Controlador, gera ansiedade, prepotência. Tem que estar no controle de tudo, não suporta ser controlado e muitas vezes humilha outras pessoas.

O Hipervigilante, gera tensão, ansiedade e nervosismo. Acredita que precisa estar vigiando o tempo todo pois algo ruim pode acontecer.

O Hiper-Racional, gera dificuldade de relacionamento e sentimento, pouca flexibilidade., distanciamento. Gosta da parte intelectual e racional, não gosta de perder tempo com questões “irrelevantes”.

O Insistente, gera frustração, decepção interna, raiva e sarcasmo. É muito critico e controlador, acredita que somente ele sabe o jeito certo, e consequentemente odeia erros.

O Prestativo, gera dependência dos outros, frustração, insegurança, baixa estima. Acredita que para ser aceito precisa fazer pelo outro e muitas vezes deixa de fazer para si mesmo.

O Hiper-Realizador, gera ambição, ansiedade, irritabilidade, stress. É muito focado e competitivo, viciado em trabalho, para ele sucesso externo e status são muito importantes.

O Inquieto, gera distração, hiperatividade, busca variação e novidade o tempo todo. Acredita que tem que aproveitar tudo. A questão que por trás desta animação, está uma grande fuga da pessoa que quer ignorar sua ansiedade e não consegue aproveitar o momento presente.

O Esquivo. Se você já ouviu algo do tipo “Vamos deixar como está, pois isso se resolverá sozinho”, pode saber que o esquivo esta fazendo um bom trabalho. Quando isso ocorre, a pessoa começa a ter dificuldade de dizer não, passa a acreditar que não pode fazer nada contrário ao interesse dos outros, porque senão irá magoar ou perder a ligação / amizade de alguém.

Conheça as três emoções mais frequentes envolvidas na manutenção destes sabotadores:

§ MEDO: do desconhecido, de mudança, de afetar aqueles que o rodeiam, de se machucar, de arrependimento, etc.

§ RESISTÊNCIA: de mudar, de formação de novos hábitos, a desistir de velhos hábitos, ir ficando desconfortável.

§ DÚVIDA: que você pode fazê-lo, que você pode mantê-lo, que você vale a pena, que os outros vão aceitá-lo.

Quando você tem conhecimento sobre o que o mantém refém de si mesmo, quando trás à sua mente consciente tudo o que pode estar a minar a sua intenção de melhoria e de restabelecimento emocional, é muito mais fácil elaborar um plano de ação para eliminar os seus sabotadores internos.

“Nem teus piores inimigos podem fazer tanto dano como teus próprios pensamentos”

A técnica de Ressignificação em 6 passos é um poderoso aliado da PNL e pode te ajudar a mudar um comportamento que esta te afastando do seu objetivo (Sabotador Interno) por um comportamento mais adequado (Estado de Recurso).

1 - Identifique o comportamento problemático (Comportamento "X"). "Que comportamento você quer mudar? Chame-o de Comportamento 'X'". 2 - Estabeleça comunicação com a parte responsável pelo comportamento. "Interiorize-se, entre em contato e pergunte à parte que cria este comportamento: - Por favor, me dê um sinal se você está disposta a comunicar-se comigo". 3 - Pergunte a esta parte o que ela pretende com este tipo de comportamento. Separe a intenção positiva da parte do seu comportamento. "Interiorize-se e agradeça à parte por ter se comunicado com você e pergunte: - O quê de positivo você está tentando fazer por mim com este comportamento?"

4 - Ache mais três opções que satisfaçam a intenção positiva da parte, mas que não tenham as implicações negativas do comportamento 'X'." "Encontre sua parte criativa e conversando com ela peça que ela gere pelo menos três outras maneiras de satisfazer a intenção positiva do Comportamento "X".

Por exemplo: Se a intenção positiva era te fazer sentir seguro, verifique se há outras formas de agir mais satisfatória e que atendam a intenção de te fazer sentir seguro.

5 - Faça com que a parte que cria o Comportamento "X" concorde em implementar as novas opções. Se algumas não forem aceitas, volte ao passo 4 e modifique ou acrescente mais opções. "Interiorize-se e pergunte à parte que criou o Comportamento "X": - Dê um sinal se você aceita experimentar as novas opções". (Se não houver um sinal, repita o passo 4).

6 - Verificação Ecológica: Descubra se quaisquer outras partes têm alguma objeção às novas opções. "Interiorize-se e pergunte: - Existem outras partes que discordam destas novas escolhas?" (Se tiver, vá para o passo 2 e repita o exercício com esta nova parte).

Estas técnicas são muito uteis, sei que não é fácil aplicar ou entender sozinho. Mas você pode ir se acostumando, se permitindo a entrar em contato consigo mesmo e a medida que vai permitindo e flexibilizando o entendimento da técnica fica mais fácil.

Fazer um coach com um expert seria o ideal, mas sei que o acesso não é fácil para todos. Então, vamos sair da zona de conforto, arregaçar as mangas e seguir as instruções.

Você pode assistir neste vídeo Ressignificação em 6 passos

#jornadadohéroi #EstadodeRecurso #Metaemoção #Sabotadoresinternos #Ressignificaçãoem6passos #aliados #inimigos

0 visualização

Criado por:

Gisele Mera Spada e

Fabiana Russi

           Siga

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram